Governança Cooperativa - Indicadores de sensatez de compra e venda de dinheiro

O que se busca com a Governança Cooperativa quando pensamos em traduzi-la para nosso modelo de negócio? É que perpetuemos o Cooperativismo de Crédito com transparência, competência na gestão e pujança comercial, tudo isto dentro dos princípios legais e éticos de nossa sociedade. Mas será que estamos realmente sendo eficazes na adaptação desta excelente ferramenta a nossa realidade e centenas de especificidades?

Acreditamos que há um ponto relevante que não está sendo devidamente orquestrado e que poderá minar todo e qualquer esforço quanto à implementação de governança cooperativista. Estamos falando da gestão complexa da compra e venda de dinheiro - funding, e suas inúmeras peculiaridades, as quais não estão documentadas em tratados acadêmicos. Entretanto, por mais que tenhamos a gradual profissionalização dos dirigentes executivos como apregoa as boas práticas, o tema suscita de soluções imediatas, simples e realistas. Diante deste urgente contexto, propomos sinalizadores de Governança Cooperativa que nos permitirão aplicá-los as nossas Singulares, e nos alertem antecipadamente sobre potenciais riscos de gestão a sustentabilidade do projeto.

Sinalizadores de Governança Cooperativa - Funding

Percebemos que nas mais variadas bandeiras, inclusive nas singulares solteiras, é pouco presente a preocupação em gerenciar as fontes de recursos com suas devidas alocações. Um dos fatores que podem explicar esta "desatenção", além da sua complexidade como já exposta acima, são as normativas macros dos sistemas que permitem um tratamento pasteurizado de temas que deveriam ser tratados isoladamente pelas suas especificidades. Como exemplo, considerar Depósito a Prazo e Depósito a Vista como tendo os mesmos balizadores de funding.

Diante da constatação, segregamos as fontes de recursos em 3 níveis de relevância, em 6 fontes distintas e 6 direcionamentos para linhas de crédito, como a seguir:

Relevância Fonte Direcionamento para Linha de Crédito
Hiper relevante Reserva Legal Crédito + de 36 meses
Capital Social + Procapcred Crédito de 24 a 35 meses
Repasse da Central Crédito de prazo igual ao Repasse da Central
Relevante Depósito a Prazo com trava maior que 6 meses + Fundo de Reserva - Compulsório da centralização Crédito de 18 a 23 meses
Depósito a Prazo com liquidez após 31 dias - Compulsório da centralização Crédito de 3 a 17 meses
Moderado Depósito a Vista - Compulsório da centralização Crédito até 3 meses

Com esta estruturação de critérios, julgamentos e pontuações, recomendamos uma diretriz de avaliação da gestão dos recursos de cada uma de nossas Singulares, dando notoriedade às várias fontes e suas melhores alocações. Isto favorecerá um real acompanhamento por qualquer entidade: Conselho de administração, Diretoria Executiva, Centrais, órgãos Fiscalizadores e Sociedade.

Ponderações para criação de sinalizadores de boa gestão de funding

Visando dar métrica a estes sinalizadores e total imparcialidade, optamos por:

a) Dar peso 3 para as fontes de Hiper Relevantes, peso 2 para as Relevantes e 1 p/ a Moderada.

b) 3 níveis percentuais para cada fonte que sinalizam a qualidade da gestão (Emergencial; Alerta e Gestão saudável)

c) Definir um intervalo de pontos onde sinalizaremos as 3 possíveis leituras de cenários, sugestão de acompanhamento e os impactos diretos/indiretos nos esforços de Governança Cooperativa.

d) Propor que usemos estes indicadores para monitorar a evolução por períodos

Materialização dos sinalizadores

Encontra-se postado no site, junto a este artigo, uma planilha auto-explicativa contento 3 pastas/abas. A primeira apresenta os conceitos e os parâmetros; a segunda contém as ponderações de Governança Cooperativas; a terceira permite simulações práticas. Também junto encontrará um slide didático onde sugerimos as melhores alocações para as diversas fontes de recursos.

Reflexão final: Esperamos ter somado diretamente a este grande projeto de Governança Cooperativa e em breve novas contribuições serão dadas visando dar-lhe ainda mais simplicidade e praticidade em sua implementação e manutenção.



Ricardo Coelho
Diretor da Ricardo Coelho Consult - Consultoria e Treinamento para Instituições Financeiras
Autor do livro: Repensando Banco de Varejo
ricardocoelho@ricardocoelhoconsult.com.br
www.ricardocoelhoconsult.com.br
41-3569-0466 - 9973-9495

“Só o que muda, permanece” - Confúcio